Como ser motorista do inDriver?

Quanto ganha um motorista do Indriver?

No cargo de Motorista de Aplicativo se inicia ganhando R$ 1.504,00 de salário e pode vir a ganhar até R$ 2.771,00. A média salarial para Motorista de Aplicativo no Brasil é de R$ 2.005,00. A formação mais comum é de Ensino Médio (2º Grau).

O que precisa para trabalhar no Indriver?

Para ser um motorista inDriver é necessário ter acima de 21 anos, CNH com observação que exerce atividade remunerada (EAR) e um carro fabricado a partir do ano de 2009. Em seguida é preciso baixar o aplicativo ou acessar o site da empresa (www.indriver.com/pt/city/).

Como funciona o Indriver para motorista?

Após a solicitação da viagem, o inDriver oferecerá a corrida para os motoristas mais próximos à localização do usuário. Assim, ele poderá visualizar no app quem está disponível a realizar o trajeto e quais os preços cobrados pelos condutores — que podem aceitar o valor proposto ou oferecer uma contraproposta.

Qual Ano mínimo para Indriver?

Os veículos devem ter: 4 portas. 5 lugares (contando o motorista) Ano de fabricação mínimo de 2009 (muda conforme o município)

Qual melhor app para trabalhar de motorista?

Confira as características de Uber, 99 e Cabify e decida, de acordo com seu perfil, qual o melhor aplicativo de transporte para ser motorista:

  • Hannah Mckay/Reuters. 48% dos internautas brasileiros já pagou por serviços, como Uber. …
  • Sérgio Castro/Estadão. …
  • Cabify/Divulgação.
É INTERESSANTE:  Como faço pra saber se o carro está irregular?

Como funciona inDriver interurbano?

Como funciona?

  1. Pesquise um carro para o seu percurso. Especifique o percurso e a data da viagem, e veja todas as ofertas disponíveis dos motoristas.
  2. Ofereça o seu preço. Envie pedidos para vários motoristas de uma vez, especifique termos adicionais da viagem e ofereça o seu preço.
  3. Selecione a melhor oferta.

Qual Ano mínimo para 99 em 2020?

Serão aprovados todos os modelos com até 9 anos de fabricação.

Qual app não precisa de Ear?

Não são todos os aplicativos que exigem a carteira com EAR. O iFood, por exemplo, não coloca o documento na lista de necessidade para se cadastrar no aplicativo. Segundo seu site, apenas é preciso ter uma habilitação na categoria A, caso você queira realizar entregas com motocicletas.

Como falar com a Indriver?

Fale conosco:

  1. Colaboração e publicidade. marketing@indriver.com.
  2. Departamento de RP. pr@indriver.com.
  3. Atendimento ao cliente. support@indriver.com.
  4. Politica e Relações Governamentais. gr@indriver.com.

Tem como adicionar parada no inDriver?

Escolha o local de partida – será automaticamente aquele identificado pelo seu Smartphone ou um de sua escolha, editável. Escolha um ou mais destinos – você pode adicionar diversas paradas, como acontece com o Uber e o 99.

Quanto 99 cobra do motorista?

A Uber e a 99 não cobram mais taxas fixas por viagem. Há alguns meses, os aplicativos começaram a cobrar preços diferentes para passageiros e motoristas. Dessa forma, por exemplo, no Rio de Janeiro, a 99 cobra R$2,26 por Km rodado para o passageiro e repassa, para o motorista, R$1,22 a cada quilômetro dirigido.

Qual a porcentagem que a 99 cobra do motorista 2020?

Portanto e respondendo definitivamente essa pergunta, a porcentagem que a 99 Pop cobra de seus motoristas é essa: de 1% a 40%.

Qual ano de carros para 99 2019?

Serão aprovados todos os modelos de veículos com até 5 anos de fabricação a contar do mês de emissão do CRLV (2013). Veículos precisam ter cadastro no GDF e dístico identificador para rodar. O cadastro dos veículos e dos motoristas parceiros no GDF é realizado pela 99.

É INTERESSANTE:  Quanto custa um carro esportivo no Brasil?

Qual ano do veículo para Cabify?

Atualmente são aceitos os carros que atendam os seguintes critérios: Máximo de 8 anos de fabricação em relação ao ano vigente. Todas as cores são aceitas, exceto fúcsia, verde limão e laranja. Ar condicionado e Rádio MP3.

Qual a taxa do inDriver?

Segundo a inDriver, a taxa da empresa não passa de 9,5% do valor da corrida. Além disso, como não há a opção de pagamento pelo app, o valor vai instantaneamente para o motorista, que pode receber em dinheiro ou através de uma maquininha de cartão.

 Na estrada